PARCELE EM ATÉ 4x sem juros | ganhe 10% na 2˚ compra | We Ship Worldwide

PhD Entrevista :: Bruno Novaes (SP)

Bruno Novaes apareceu de surpresa por aqui. Inscreveu-se pelo site e ao mesmo tempo foi recomendado pelo artista João Vitor Lage, que já faz parte do projeto. A primeira impressão que tivemos ao ver o trabalho do Bruno foi UAU. Artistas jovens que trabalham com pintura são difíceis de encontrar, e artistas jovens com talento que conseguem criar uma sensação absurda de nostalgia no espectador são raríssimos. Então veio Bruno com seu trabalho limpo, metódico e repleto de sentimentos e memórias aplicando o trabalho em Moletons, Maiôs, Bodies, Leggings etc. Com este pequeno portfólio de Artes para Vestir conseguimos ver as várias facetas do artista: sua posição com a educação ao conceito de (trans)gênero na obra "Apostila de Ciências", o congelamento do tempo nas séries de retratos de crianças do "Mapa de Sala" e o voyerismo na obra "Quintal dos Fundos" da série Esconderijos. 

Conversamos com ele por email sobre sua vida, seu trabalho e tudo o mais. Leia abaixo.

 

PhD: Quem é Bruno Novaes? Como vive? O que come? Como se reproduz?

Bruno Novaes: Bruno Novaes é um menino-homem, água-mato, artista-professor. Vive se dividindo entre a sala de aula e seu ateliê. Observando o mundo e se questionando. Come sempre que possível acompanhado de uma taça de vinho. Se reproduz em seus próprios trabalhos.

 

PhD: Você fala de memórias afetivas através do seu trabalho. Como se dá esta pesquisa 'por memórias' para a realização de uma série?

BN: Muito do que faço precisa, de alguma maneira, estar relacionado a algo que eu vivencie com meu próprio corpo. Afetos, memórias, histórias que atravessam minha vida acabam sendo fonte para trabalhos. Em alguns casos são mais que isso, fazem parte do próprio processo de criar.

 

PhD: Quais/Quem são suas referências na vida e no trabalho?

BN: Minha avó, professorxs que tive, Maria Bethânia, Leonilson e meus/minhas alunxs.

 

PhD: Como foi criar suas Artes para Vestir na PhD? Conta para a gente sobre o seu processo de curadoria do seu trabalho para esta finalidade.

BN: Escolhi trabalhos que têm alguma relação com o corpo. Pensei em que eu queria ver no corpo dos outros. O que fazia sentido para mim andar por aí.

 

PhD: Picture time!

 

Uma selfie com a sua obra preferida:
Selfie com arte Bruno Novaes
Uma atividade de quando eu era criança, pré escola, em que eu faltei no dia do desenho livre)
Uma foto da sua mesa de trabalho agora:
Mesa de trabalho no atelier
Uma foto da vista da janela do seu atelier:
Bruno Novaes vista da janela do atelier
Uma foto tirada durante o seu coffee break:
Bruno Novaes Coffee Break

 

PhD: Quais artistas você ainda quer ver aqui na PhD?

BN: Yara Dewachter, Giba Gomes, Ana Zveibil, Evandro Prado

 

Conheça todas as Artes para Vestir de Bruno Novaes na PhD clicando aqui.

Conheça o portfólio completo de Bruno Novaes em seu site clicando aqui

Mais Posts do Mesmo Tema

Leave a comment